Digite para procurar

Saiba quando Passos vai abolir o uso de máscaras em ambientes internos

Cidades

Saiba quando Passos vai abolir o uso de máscaras em ambientes internos

Compartilhar

Na mesma live em que falou sobre a pandemia, Diego Oliveira anunciou que está planejando um programa habitacional com 200 casas populares para o município e que negocia com a UEMG a implantação de uma faculdade de música

Texto: Lívia Ferreira – Imagem: Pexels

A Prefeitura de Passos planeja abolir a obrigatoriedade de máscaras em ambientes internos quando o município atingir 70% de cobertura vacinal da população elegível para receber a dose de reforço. Atualmente 45% deste público está com o reforço em dia. A vacina Pfizer, usada majoritariamente no reforço, está em falta nos postos de vacinação do município e não há previsão de chegada. A exigência da cobertura mínima de 70% é do Governo de Minas. As informações foram divulgadas no final da manhã desta quarta-feira em live realizada no Instagram do prefeito de Passos Diego Oliveira.
Confira o resumo dos principais pontos abordados da live:

Continua depois da publicidade

Conheça o Centro Médico Integrado em Oncologia e Cirurgia

Programa habitacional
Diego anunciou que está planejando um programa habitacional com 200 casas populares para o município. Serão casas térreas. “Enquanto eu for prefeito de Passos, não libero mais prédio para conjunto habitacional. Casa dá para aumentar, reformar. E não vai ser casa de graça. Vai ser um valor facilitado, mas não vai ser de graça. Estamos elencando os terrenos.”

Aumento de salário
Em resposta ao questionamento de seguidores sobre o aumento salarial concedido aos secretários e a si próprio, Diego argumentou que o reajuste repõe as perdas da inflação e que a regra vale para todo o funcionalismo público. “Todos os servidores ganharam aumento. Todo ano vai ser esta mesma reclamação”, disse, lembrando que sua única fonte de renda vem do cargo de prefeito.
Dia 14 de fevereiro, a Câmara Municipal de Passos aprovou os projetos de lei de autoria do Executivo que aumentam em 10% o salário do prefeito, vice, vereadores, secretários e do funcionalismo público.

Professores
Em relação ao reajuste concedido aos professores, Diego afirmou que foram concedidos 10,14% a título de reposição das perdas da inflação e agora 13%, o que configura um aumento real. “O piso proposto pelo Bolsonaro é para uma carga horária de 40 h. Os professores da rede municipal têm carga horária semanal de 24h. Proporcionalmente, vão ganhar acima do percentual proposto pelo presidente”, comparou.

Medicamentos
Na próxima sexta-feira, Diego tem reunião agendada na reitoria da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). Na pauta está negociação para a implantação de uma faculdade de música no campus de Passos.

Medicamentos
Diego reconheceu a “grande deficiência” de medicamentos na rede municipal de saúde e alegou que muitas medicações estão em falta no mercado, apesar dos recursos para comprá-las.

Zona rural
A prefeitura adquiriu um molde para fabricar mata-burros de cimento que serão instalados nas zonas rurais. Isto porque eles têm maior durabilidade que os de madeira.

Material escolar e uniforme
A entrega de kits escolares não ocorreu para alunos da rede municipal de Passos porque a compra ainda está em fase de licitação.

Juros Zero
A Prefeitura de Passos negocia implantação de uma segunda rodada do programa Juros Zero. Na versão lançada em 2021, o empresário que teve seu cadastro aprovado pode tomar até R$ 15 mil emprestados, tendo seis meses de carência para começar a pagar e parcelamento do saldo devedor em até 36 meses. Os juros são pagos às instituições financeiras com recursos oriundos da prefeitura e da Câmara.

Asfaltamento de ruas
A empresa responsável pelo asfaltamento de 28 ruas de Passos será a Unibase, com sede em Betim. A Prefeitura de Passos anunciou esta semana a ordem de serviço para o asfaltamento de mais 28 ruas em nove bairros da cidade. Os R$ 4.782.566,00 que serão usados para execução da obra vieram por meio de emenda parlamentar do deputado federal Emidinho Madeira. O Poder Executivo entrou com uma contrapartida de R$ 976.133,90. Ao todo serão 34.547 metros quadrados de ruas pavimentadas. Entre os critérios técnicos para escolha dessas vias está a quantidade de pessoas residentes nas ruas selecionadas. Clique aqui e confira a relação das ruas que receberão pavimentação.

 

 

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *