Digite para procurar

Ganhador da Casa Amor perdeu mãe para o câncer

Cidades

Ganhador da Casa Amor perdeu mãe para o câncer

Compartilhar
22 anos após a perda de Dona Maria do Rosário, ele quis homenagear a mãe e ajudar o hospital comprando bilhetes da campanha. Foi sorteado e hoje (30) recebeu as chaves do imóvel, avaliado em R$ 700 mil

Há pouco mais de duas décadas, o empresário Denilson Marcelo de Souza Pádua Neto perdeu a mãe, Maria do Rosário, para o câncer. Naquela época ainda não existia o Hospital Regional do Câncer (HRC) de Passos e as opções de tratamento da doença eram mais escassas.
Ano passado, durante a Noite Italiana em prol do HRC, em Passos, ele comprou 15 bilhetes da Campanha Casa Amor – cada bilhete custou R$150. “Eu me lembro que naquele dia fazia 22 anos que tinha perdido minha mãe para o câncer. Foi uma forma de homenageá-la também”, recorda-se. O resultado da homenagem e da solidariedade foi colhido na manhã desta terca-feira (30.06): Denilson e a esposa, Tânia Maria de Souza Pádua, receberam as chaves da terceira Casa Amor sorteada pelo HRC.

Estrutura
Com 219 m2 de área construída em um terreno de 433 m2 , o imóvel, que fica no bairro Parque das Aroeiras, está avaliado em R$ 700 mil. Conta com três quartos, sendo uma suíte; sala, copa e cozinha integradas; garagem; lavanderia e área de lazer, com a fundação preparada para receber uma piscina, se os contemplados desejarem.

Campanha

Ganhadores da Casa Amor, Denilson e Tânia discursam, observados pelo provedor da Santa Casa, Dr. Vivaldo Soares Neto

A casa é a terceira sorteada desde que começou a campanha. Foi construída com recursos arrecadados pelo hospital e doações de moradores de Passos e região. Os imóveis sorteados na campanha se tornaram o principal atrativo de captação de dinheiro para manter as atividades e a expansão do HRC e da Santa Casa de Misericórdia de Passos. “Temos um déficit anual que oscila entre R$ 7 e R$ 8 milhões. A terceira edição da Casa Amor, somada a outras ações de arrecadação de recursos, nos possibilitou arrecadar R$ 11 milhões”, explicou Dr. Vivaldo Soares Neto, provedor da Santa Casa.
Integrante da Irmandade da Santa Casa, Maurício Coelho destacou o “trabalho hercúleo da equipe de captação de recursos do HRC”, que conseguiu elevar a arrecadação com a Campanha Casa Amor, mesmo em tempos de pandemia e economia em recessão. De acordo com o empresário, as campanhas estão tendo arrecadações progressivas: R$ 1 milhão, R$ 9 milhões e agora, R$ 11 milhões.

Surpresa
Para a edição 2020/2021 da campanha, o HRC prepara uma surpresa que deve ser anunciada durante uma live a ser realizada em julho. Maurício não pode adiantar do que se trata. Disse apenas que depende da disponibilidade da agenda do “artista”.

Ganhos
Responsável pela elaboração do projeto arquitetônico da Casa Amor, a arquiteta e urbanista Ana Beatriz Coelho afirmou que o sentimento de doação e a projeção que sua carreira ganhou após a parceria com a campanha do HRC são muito maiores que os ganhos financeiros que ela poderia ter auferido com este trabalho, que foi voluntário.

Comunidade
Em seu discurso, o deputado estadual Emidinho Madeira fez um agradecimento especial às comunidades de Passos e região que, segundo ele, não medem esforços para contribuir com o HRC. “Aqui nesta Casa Amor tem muito suor derramado de muita gente. Gente que doa galinha, leitão, prenda para leiloar, que ajuda como pode. E o resultado vem. Nunca ouvi uma reclamação de ninguém sobre o Hospital Regional do Câncer de Passos.”
Os ganhadores do imóvel ainda não decidiram se irão morar na casa. “Só temos a agradecer. Ajudar o hospital quando compramos os bilhetes foi o nosso principal objetivo”, disse Tânia.

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *