Digite para procurar

Corona: 66% dos internados em NY estavam confinados

Saúde

Corona: 66% dos internados em NY estavam confinados

Compartilhar

Governador de Nova York se mostrou “surpreso “ com o resultado do estudo. Mas insistiu no cumprimento das medidas de isolamento

Um estudo preliminar divulgado esta semana pelo Governo de Nova York mostrou que 66% dos pacientes internados com sintomas da covid-19, doença causada pelo coronavírus, estavam confinados em suas próprias casas, seguidos as determinações de isolamento. Outros 18% estavam em asilos, 2% são moradores em situação de rua, 1% presidiários, 2% moravam em repúblicas, 4% recebiam visitas assistidas e 8% se enquadraram na categoria “outros”.
Mais de 80% das internações foram de pessoas que não usam transporte público. 59% tinham mais de 60 anos e 96% tinham doenças pré-existentes – as chamadas comorbidades.

Continua depois da publicidade

Concorra a uma transformação no Salão Rodrigo Carvalhais clicando aqui

Governador de Nova York, Andrew Cuomo se mostrou “surpreso “ com o resultado do estudo. E disse que os números sugerem que as novas infecções têm sido causadas por “comportamentos pessoais”. Ele reconheceu que as medidas de isolamento ajudaram a frear a disseminação do vírus em Nova York.
Já o professor de epidemiologia Kumi Smith, da Universidade de Minnesota, disse, em entrevista à NBS News, que não se surpreendeu. “A maior parte de nós está em casa. Não é surpresa que a fonte maior das novas hospitalizações seja em casa, também.”
O levantamento foi feito na última semana e entrevistou 1.000 pacientes que estavam em observação Nova York. Segundo o site Worldometers, até este sábado (09), o Estado conta com 340.705 infectados e 26.585 mortos pela covid-19. Nos Estados Unidos são 1.327.263 infectados e 78.829 mortos.
Veja o trecho do vídeo em que o governador comenta os resultados do estudo (1min42seg):

 

 

Tags:

1 comentário

  1. Giselle 9 de maio de 2020

    Possivelmente as pessoas estão em casa, mas sem cumprir os protocolos.

    Responder

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *