Digite para procurar

UEMG retoma aulas presenciais dia 11/04 com exigência de vacina

Educação

UEMG retoma aulas presenciais dia 11/04 com exigência de vacina

Compartilhar

Alunos terão de apresentar comprovantes de pelo menos duas doses do imunizante contra a Covid. Casos de quem não pode ou não quer se vacinar estão sendo discutidos

Texto: Pedro Freitas – Edição: Lívia Ferreira

Após dois anos operando no ensino remoto, a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) retoma, a partir de 11 de abril, as aulas presenciais, com a exigência de que os acadêmicos estejam vacinados com pelo duas doses da vacina contra a Covid-19. Os comprovantes de vacinação deverão ser enviados pelos alunos até dia 07/04 via formulário disponibilizado pelo site da instituição. Veteranos devem retornar dia 11. Já o início do ano letivo dos calouros está marcado para 25/04.

Continua depois da publicidade

Quer ver sua marca na Verboaria? Clica aqui!

Exceções
Casos como os de quem não quer ou não pode se vacinar por orientação médica estão em discussão. “O Conselho Universitário (CONUN) optou em reunião por solicitar a comprovação de vacinação dos estudantes, para que estes possam se matricular na Universidade e frequentar as aulas presenciais na Instituição. O próximo passo é a decisão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (COEPE) que será responsável pela definição das diretrizes e protocolos para o cumprimento de decisões como esta, sobre a obrigatoriedade da vacina”, informa a nota enviada pela unidade de Passos à Verboaria.

 

Reprodução/UEMG

Autonomia
O Coepe poderá decidir, por exemplo, que cada unidade da UEMG tenha autonomia para conduzir a situação de quem não pode ou não quer se imunizar.

Greve
O campus de Passos conta com 309 professores, sendo 76 concursados e 233 contratados. Em nível estadual, professores concursados da UEMG estão em greve. Mas só após o retorno das aulas presenciais será possível contabilizar quantos concursados retomarão as atividades.

UFMG
Na última segunda-feira a Universidade Federal de Minas Gerais retomou as aulas presenciais em todos os seus campi, mas sem exigir comprovante de vacinação. “Os integrantes da comunidade da UFMG serão incentivados a vacinar-se (iniciar ou completar o ciclo), e esse esforço inclui a implantação, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, de duas unidades de vacinação, uma no campus Pampulha e outra no campus Saúde. A operação dessas unidades será coordenada pela Escola de Enfermagem. Além de aplicar a vacina, as equipes darão informações sobre a imunização e outros temas relacionados à pandemia. A UFMG lançou campanha educativa de incentivo e esclarecimento sobre a vacinação. Comissão do Conselho Universitário analisa as ações para garantir a ampla vacinação da comunidade e avaliar a viabilidade de adoção do comprovante vacinal”, informa a UFMG.

UFMG retomou as aulas presenciais em todos os seus campi, mas sem exigir comprovante de vacinação (Foto: Foca Lisboa /UFMG)

IFSUL
O IFSUL de Minas Campus Passos reiniciou as aulas presenciais sem a obrigatoriedade de vacinas, mas com  orientações aos alunos sobre medidas de biossegurança para diminuir as chances de transmissão do coronavírus. No evento de boas-vindas, cada aluno recebeu um kit contendo máscaras, álcool em gel individual e caneca.

No evento de boas-vindas, cada aluno do IFSUL de Minas Passos recebeu um kit de proteção, mas não precisou comprovar imunização contra a Covid (Foto: Divulgação IFSUL de Minas)

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *