Digite para procurar

UEMG Passos ganha exemplares do livro “Monsterlog”

Educação

UEMG Passos ganha exemplares do livro “Monsterlog”

Compartilhar

O livro, da autora Bianca Bizaio Silva, vem chamando a atenção do público por apresentar uma narrativa enigmática e envolvente; a obra foi lançada no Brasil e nos Estados Unidos e conta com edição de Amy Weingartner, roteirista da Marvel

Texto: André Castro* – Imagem: Arquivo Redação Agência Escola (RAE)

A Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) – Unidade Passos foi contemplada neste mês de junho com uma doação inédita. A autora Bianca Bizaio Silva, 32 anos, natural de Paulínia (SP), doou para a universidade doze exemplares do seu livro “Monsterlog”, que traz narrativa enigmática, envolvente e muito interessante, principalmente, para o público jovem.

A obra foi lançada oficialmente no Brasil em dezembro de 2022. Em suas 464 páginas, “Monsterlog” insere o leitor num mundo de fantasia onde habitam personagens que só existem na imaginação – monstros, bruxas, vampiros e dragões – que sonham ter uma vida normal junto da sociedade.

Continua depois da publicidade

Conheça o Centro Médico Integrado em Oncologia e Cirurgia

O livro aborda também o tema sexualidade, tratando diretamente com o público LGBTQIA+. “A saga traz discussões importantes como aceitação, luto, crescimento pessoal e desapego de ideias preconceituosas”, revela B.B. Bizaio. Esse é o primeiro livro publicado por ela, mas que já aponta para uma carreira de sucesso, pois a história tem agradado públicos diversos alcançando, inclusive, o mercado internacional. Monsterlog foi lançado em março deste ano, nos Estados Unidos, e conta com Alex Garfin como garoto-propaganda. O ator interpreta Jordan Kent, o filho do Superman, na série “Superman & Lois”.

A narrativa se destaca ainda pelos traços de RPG (Role Playing Game) com desenvolvimento dos personagens em tempo real. Todas as emoções são narradas, desde os aspectos que lembram a vida real, até as lutas e combates. Isso faz com que o leitor sinta como se estivesse vivendo a história.

Para o coordenador do curso de Jornalismo da UEMG Passos e da Redação Agência Escola (RAE), Professor Doutor Antônio Donizeti de Carvalho, receber essa doação foi uma grande surpresa e satisfação. “A doação dos livros enriquecerá o acervo da universidade, por tratar de um tema atual e relevante para a nossa sociedade. Esperamos que a leitura possa estabelecer vários debates acerca do assunto”, disse o coordenador. O livro entrará para o acervo de literatura Queer da UEMG Passos e estará disponível nas bibliotecas da unidade.

A doação foi possível graças a um encontro inesperado, em Nova York, entre a supervisora técnica da RAE – UEMG Passos, Larisa Cavalcante, e Kivia Henning, assessora de Bianca Bizaio. Kivia é sócia de Bianca e responsável pela Editora Pride Authors, agência com sede em Curitiba-PR e Manhattan-NY, que tem como missão apoiar autores e obras relacionadas ao público LGBTQIA+. Kivia justificou que a decisão de doar os livros para a UEMG Passos levou em conta os diversos trabalhos acadêmicos, ações educativas e palestras que a unidade promove sobre essa temática.

O coordenador do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda e da RAE, Professor Fábio Pacheco, revela que “O livro é atrativo, atende a proposta, traz elementos interessantes na capa e apresenta uma boa tipografia que facilita a leitura. É de grande valia para os estudantes que a UEMG ofereça uma literatura que aborde temas e discussões tão importantes”. O livro também é oferecido em formato e-book e pode ser adquirido gratuitamente na internet.

Parceria Internacional
A história contada por B.B. Bizaio em “Monsterlog” chamou a atenção de grandes nomes do cinema nos Estados Unidos, inclusive, de Amy Weingartner que já escreveu “Batman: O Retorno”, “Frozen” e “Homem-Aranha”. “Ela se interessou pela história e propôs uma parceria, se tornando sócia do projeto”, explicou Kivia, completando que Amy contribuiu de forma essencial para a publicação do livro.

Kivia contou também que, nos últimos doze anos, B. B. Bizaio se dedicou a escrever “Monsterlog”. Durante esse período, ela dividiu seu tempo para ser técnica em Química, cursar a faculdade de Letras e ser professora em uma escola de inglês. Mas sua paixão pela literatura sempre permaneceu viva, mesmo escrevendo poucas vezes ao dia.
A intenção da autora é de que “Monsterlog” tenha uma sequência de nove livros, divididos em atos, com lançamentos anuais. Aliás, Bizaio garante que a saga já se encontra pronta, apenas aguardando as novas publicações.

Sobre sexualidade, a autora revela que a temática LGBTQIA+ não foi programada. “Me coloquei no lugar dos personagens, em seus sonhos, dúvidas e questões existenciais. Não planejei suas sexualidades previamente, eles apenas foram se mostrando e eu os abracei do jeito que são”, finalizou.

* Aluno do 5º Período de Jornalismo

 

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *