Digite para procurar

Santa Casa de Passos suspende cirurgias eletivas

Saúde

Santa Casa de Passos suspende cirurgias eletivas

Compartilhar

A Santa Casa de Passos decidiu suspender as cirurgias eletivas, ou seja, aquelas que podem ser agendadas e aguardadas. Também definiu que cada paciente poderá receber a visita de apenas um acompanhante por vez, sendo que casos de pacientes terminais ou paliativos serão analisados de forma individual.

Estão suspensos os atendimentos ambulatoriais da Policlínica e as consultas de seguimento de pacientes oncológicos. Consultas de seguimentos são aquelas que podem ser agendadas e suspensas temporariamente.
Leitos específicos foram separados para acomodar pacientes com síndrome gripal. Colaboradores que fazem atendimentos a estes pacientes receberam treinamento de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde.
As decisões foram tomadas hoje pela amanhã após reunião dos integrantes do plano de enfrentamento à pandemia do coronavírus e divulgadas em vídeo pelo médico José Ronaldo Alves, cardiologista, intensivista e superintendente técnico da Santa Casa.

Contaminação
José Ronaldo lembrou que um indivíduo contaminado pode infectar de três a seis pessoas. Estima-se que 20% a 60% da população poderão contrair o vírus nos próximos 15 a 20 dias. Do total de infectados, 80% serão assintomáticos ou desenvolverão casos leves, 20% terão alguma gravidade e 5% precisarão ser internados. “O problema é que estes pacientes (5%) geralmente desenvolvem a forma mais grave da doença, precisam de UTI e de hospitais que tenham algum grau de tecnologia, como a possibilidade de uma tomografia e de avaliar a gravidade e tratar as disfunções orgânicas que eventualmente este paciente vá desenvolver”, enfatizou o médico.

Distância social
Ele insistiu na orientação que vem sendo divulgada pelo Ministério da Saúde desde a chegada do coronavírus no Brasil: manter a distância social, ou seja, ficar em casa, para diminuir a velocidade de propagação do vírus, evitando que o número de infectados supere a capacidade de atendimento do sistema de saúde. Também ressaltou a necessidade de se vacinar contra a pneumonia e a gripe, cujo início de vacinação foi antecipado para 23 de março.

Grupo de risco
No grupo de risco para o corona vírus estão: pessoas com mais de 65 anos; cardiopatas; portadores de câncer; diabéticos e hipertensos. Gestantes não fazem parte deste grupo, mas se infectadas, podem ter mais complicações.

Proteção
No vídeo, o superintendente orientou as pessoas a ficarem a atentas a medidas de proteção, como higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel; evitar por a mão na boca, olhos e nariz; usar máscara se estiver infectado ou se for  a ambiente com alguém sabidamente suspeito; e tapar nariz e boca ao tossir ou espirrar.

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *