Digite para procurar

Prefeito deve liberar volta de apresentações musicais e horário estendido em bares

Cidades

Prefeito deve liberar volta de apresentações musicais e horário estendido em bares

Compartilhar

Sinalização foi dada na tarde de hoje, em reunião realizada após manifestação da classe artística em frente à prefeitura

Texto: Lívia Ferreira

Foto: Divulgação

O prefeito de Passos Diego Oliveira estuda liberar as apresentações musicais e estender para até meia-noite o horário de atendimento presencial em bares, restaurantes e lanchonetes. A sinalização foi feita na tarde de hoje durante reunião na sede da prefeitura entre ele, o secretário de Cultura e Patrimônio Histórico de Passos, Pedrinho Silva, e representantes da classe artística e setor de eventos. Antes, uma manifestação pacífica realizada por artistas passenses foi realizada do lado de fora da prefeitura.

 

Continua depois da publicidade

Ainda não segue a Verboaria no Instagram? Então clica aqui!

 

Quando

A liberação de apresentações musicais em bares e restaurantes – limitada a três músicos – só deve ocorrer a partir da semana que vem. Já a prorrogação da abertura destes estabelecimentos fica condicionada à diminuição dos casos de contaminações pelo coronavírus em Passos.
Pedrinho lembrou que, sem ter como viver de arte, muitos artistas estão mudando de profissão, fazendo entregas ou trabalhando como motoristas de aplicativos, por exemplo. Ele afastou a hipótese, por enquanto, do retorno de teatros e cinema. “Pelo alto índice de contaminação, infelizmente não dá. E nem compensaria montar uma estrutura para se apresentar para 20, 30 pessoas”, observou.

Fiscalização

Presidente da associação dos Músicos e Projetos Artíticos (AMPA) de Passos, o músico Renato Flor lembrou do caso de um conhecido colega de profissão da cidade que está trabalhando como servente de pedreiro. “Não se trata de desmerecer nenhuma profissão. Todas são importantes. Mas ele se preparou e lutou para ser músico.”
Renato destacou que a fiscalização por parte da prefeitura e o cumprimento dos protocolos serão fundamentais no retorno da classe artística. “Às vezes o músico fica muito mal visto nesta situação. A gente tem a noção de que não é o momento de festejar. Mas, com os devidos cuidados, dá para levar a vida um pouco mais suave, com música, sem debochar de quem está perdendo entes queridos.”
Tramita na Câmara Municipal projeto de lei de auxílio emergencial para os artistas de Passos.

 

 

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *