Digite para procurar

Olha que notícia boa para Passos e região!

Empreendedorismo

Olha que notícia boa para Passos e região!

Compartilhar

Conheça o INDI, instituto estadual de cadastramento gratuito de imóveis e imobiliárias criado para atrair investidores

Por Lívia Ferreira

Fotos: Divulgação

Mais uma ferramenta desenvolvida para atrair investimentos aos municípios mineiros. Em visita realizada na última terça-feira a Passos, o vice-governador de Minas Gerais Paulo Brant e o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico Fernando Passalio entregaram ao prefeito Diego Oliveira o Guia de Liberdade Econômica. O guia é um conjunto de programas destinados a desburocratizar a criação de empresas, facilitar o crescimento daquelas já existentes e atrair novos investidores no Estado.

Continua depois da publicidade

Clique aqui e conheça o L’Essence

INDI
Um destes programas é o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI), agência de promoção de investimento e comércio exterior de Minas Gerais vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Foi desenvolvida para apoiar secretarias municipais e prefeituras. O objetivo é fazer a ponte entre municípios e investidores. Por meio do INDI, prefeituras, pessoas físicas e imobiliárias cadastram imóveis destinados à venda ou concessão.
Com base neste cadastro, o Governo do Estado monta um portfólio com as características de cada terreno, como por exemplo: declividade, proximidade de fontes de água ou gás.
A partir deste banco de dados é possível indicar a investidores quais imóveis possuem as características compatíveis com o que eles buscam: uma interface entre que quem tem um imóvel e quem precisa de terreno para implantar sua empresa. Nem todos os grandes investidores querem concessão do poder público. A cervejaria Heineken, por exemplo, fez questão de comprar o terreno onde se instalou em Minas. Os municípios mineiros de Nova Serrana e Ubá tiveram experiências muito bem sucedidas a partir do INDI, nas confecções de calçados e móveis, respectivamente.

Gratuito
Os serviços oferecidos pelo INDI são mantidos com o dinheiro dos impostos, sem custo adicional para donos de imóveis. “O que mais me dói, às vezes, é saber que a gente tem uma ferramenta com tanto poder, com tanta capacidade de ajudar e muitas vezes as pessoas não conhecem […] muitas vezes as empresas contratam consultorias, pagam caro por consultorias para fazer isto e o Estado oferece isto gratuitamente para os investidores”, lembrou Passalio.

Passos
O secretário adjunto fez um alerta: Passos não tem um único imóvel cadastrado no INDI. “Sabe que dia que Passos vai aparecer quando a gente estiver mostrando as opções de terreno para investidores? Nunca. Enquanto Passos não cadastrar os terrenos, é a mesma coisa de querer ganhar na loteria e não jogar”.
Ainda durante a solenidade, o prefeito disse que vai agendar, a partir da próxima semana, um encontro com donos de imobiliárias de Passos para apresentar o INDI. Alguns benefícios oferecidos pelo INDI:

 

Minas Livre para Crescer
Outro programa apresentado durante a visita de Brant e Passalio foi o Minas para Crescer, criado na gestão do governador Romeu Zema. O objetivo é tornar Minas Gerais o estado mais livre para se empreender do Brasil, com mais competividade e atrativos para se investir, fomentando o crescimento econômico e a geração de emprego e renda.

Minas Reurb
Já o Programa Mineiro de Integração e Regularização Territorial (Minas Reurb) é destinado a pessoas que não possuem o título de propriedade do imóvel. Há seis anos, o Governo de Minas Gerais não entregava um título de regularização fundiária. A atual gestão já entregou mais de mil. E a meta é ousada: até o final do ano que vem, 70 mil títulos deverão ter sido entregues. “Costumo dizer que uma região é tão desenvolvida quanto o número de residências titularizadas que ela possui”, observou Passalio. Diego Oliveira se comprometeu a agilizar a regularização fundiária em Passos. Veja as vantagens de ter o título regularizado:

 

Captação de recursos:
A captação de recursos em Minas Gerais  bateu recorde histórico em 2019. O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, quintuplicou o número de micro e pequenos empreendedores que tiveram acesso às linhas de crédito.

 

Acimov
Durante a visita de Brant e Passalio, o coordenador de comunicação da Associação Comercial Industrial de Móveis Passos (Acimov), Marcelo Coimbra, apresentou um panorama da força e representatividade de Passos no setor da indústria moveleira – os móveis usados no Big Brother Brasil 18, por exemplo, foram feitos no município. Entre os desafios que o setor enfrenta estão a falta de mão-de-obra qualificada, instalação de uma usina para destinação adequada de resíduos e apoio logístico para a criação do shopping cooperativo – um amplo showroom que será criado para apresentar a produção do setor moveleiro do município.
O vice-governador se disse surpreso com a expertise de Passos na produção de móveis. “Não conhecia o arranjo produtivo e a pujança deste setor”, disse, se referindo ao município. “Temos o BDMG, que é um banco de desenvolvimento que opera com linhas de empréstimo muito adequadas, com prazos longos, taxas baixas”, sugeriu Brant.
Sobre a formação de novos marceneiros, Passalio disse que o Governo pode contatar a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) para viabilizar a criação de uma escola de formação em Passos, ainda que provisória, e atender a demanda. Em relação ao shopping cooperativo, o secretário lembrou que é possível incluir o município no termo de cooperação que o Estado mantém com o Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), criado justamente para fortalecer iniciativas de cooperativismo.

Tags:

Você também deve gostar

2 Comentários

  1. Rodrigo Alencar 25 de fevereiro de 2021

    Sua matéria nos mostra que Jornalistas do seu nível são agentes primordiais para o desenvolvimento. Deus esteja contigo e que nossa Minas Gerais volte a ser central!

    “Por ser mediterrânea, de Minas Gerais, por todos ângulos que se olhe só se vê Brasil por todos os lados!”
    Alberto Pinto Coelho, sempre citado com muita justiça pelo Dr. Paulo Brant.

    Minas tem virtudes e história para ser a locomotiva do país!

    Para uma nação forte, precisamos de mineiras como você. Orgulho, Jornalista mineira!

    Meus parabéns!!!

    Rodrigo Alencar

    Responder
    1. verboaria 26 de fevereiro de 2021

      Gratidão pelas palavras de incentivo, Rodrigo. Por um mundo onde boas notícias também sejam valorizadas!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *