Digite para procurar

Enem está mantido em Passos; tire outras dúvidas sobre o decreto 

Cidades Saúde

Enem está mantido em Passos; tire outras dúvidas sobre o decreto 

Compartilhar
O prefeito de Passos Diego Oliveira e a procuradora do município, Eliane Abreu, concederam na tarde desta quinta-feira (21) uma entrevista coletiva na sede da prefeitura. O objetivo foi esclarecer dúvidas sobre o decreto que determina o fechamento parcial do comércio na tentativa de conter o avanço da contaminação pelo coronavírus. Confira os principais pontos:
Continua depois da publicidade
Saiba como contratar um seguro de vida contra a Covid-19 clicando aqui
✏️ Vai ter Enem domingo?
O Exame Nacional do Ensino Médio e (Enem) está mantido para o próximo domingo (24/01) em Passos.
🗓Até quando vai o decreto?
Os efeitos do decreto que permite o funcionamento parcial do comércio estão mantidos sem data para expirar, já que esta semana a macrorregião onde está inserido o município de Passos não progrediu de onda, permanecendo na vermelha. A cada semana, uma nova avaliação será feita.
🔺Passos pode deixar o Minas Consciente?
O prefeito sinalizou que NÃO pretende sair do Minas Consciente – mesmo que haja diminuição da taxa de ocupação do número de leitos para a Covid-19 na Santa Casa de Passos – o que implica seguir todas as orientações contidas no programa do Governo de Minas Gerais.
🏊‍♂️ Clubes e academias vão reabrir?
Seguindo este raciocínio, a procuradora Eliane Abreu NÃO vê possibilidade de reabertura de academias, clubes e quadras esportivas, já que a onda vermelha do Minas Consciente proíbe estes estabelecimentos de funcionarem. Ela disse que o momento atual, com crescimento acelerado das contaminações, permite a flexibilização da lei municipal de 28.12.20, que classificava como atividades essenciais aquelas ligadas a práticas esportivas. “Se permitíssemos o funcionamento, isto geraria situações híbridas, o que não pode acontecer”, argumentou.
🚹 Área azul vai continuar sendo cobrada?
Mesmo com fluxo bem menor de carros circulando, a cobrança do estacionamento (área azul) será mantida durante a vigência do decreto.
🧑‍🚒 Quanto ganha um brigadista?
A Prefeitura conta hoje com 19 brigadistas para fiscalizar o cumprimento das normas e autuar quem desrespeitar o decreto. Todos são servidores da prefeitura e recebem, a título de gratificação por esta função, dez reais por hora trabalhada a serviço da brigada. A dificuldade da brigada em fiscalizar os eventos clandestinos (não autorizados) por falta de mais brigadistas tem sido uma das principais reclamações da população de Passos.
💆🏻‍♂️ Por que clínicas de estética e salões de beleza não podem funcionar?
Estabelecimentos da área de saúde não precisam interromper as atividades durante a vigência do decreto, desde que adotando as medidas sanitárias preconizadas pela prefeitura. Clínicas de estéticas e salões de beleza, no entanto, continuam proibidos de funcionar, por não serem considerados serviços essenciais dentro do programa Minas Consciente. Na onda vermelha, só que é essencial funciona.
🏍 Posso fazer delivery de outros produtos, além de alimentos e bebidas?
Sim. Roupas, sapatos, bijuterias, remédios, etc. Todo produto pode ser entregue na modalidade delivery.
🚘 Posso receber uma mercadoria no meu carro?
Sim. Independentemente de o estabelecimento poder ou não abrir durante a vigência do decreto, o consumidor pode parar o carro e receber, dentro do veículo, das mãos do atendente, a mercadoria que comprou – desde que observadas as medidas sanitárias, como uso de máscaras e álcool em gel. Exemplo: você pode parar seu carro em frente a uma sapataria fechada, o atendente abrir a porta, levar o seu sapato até o veículo, retornar para a loja e fechar o estabelecimento. O importante é minimizar a interação entre as pessoas. Mas atenção! Este tipo de entrega SOMENTE pode acontecer com o consumidor no veículo. A retirada em que você desce e vai até o estabelecimento a pé só é permitida para alimentos e bebidas.
👨‍⚖️ E se a Acip entrar na Justiça contra o decreto?
O prefeito disse que vê com “tristeza” a disposição da Associação Comercial e Industrial de Passos (Acip) de planejar entrar na Justiça contra o fechamento do comércio de Passos. “Com estes números alarmantes de contaminação, não dá para querer flexibilizar. Mas é um direito deles entrar na Justiça. O que a Justiça decidir, vamos cumprir”, disse Diego.
🤔O prefeito teme demissões com este novo fechamento do comércio?
“Medo, a gente tem. Mas diante da iminência de perder tantas vidas, não há outra alternativa”, afirmou.
📈Como a Prefeitura de Passos consegue mensurar quais são as atividades que mais geram contaminação pelo coronavírus em Passos?
O prefeito disse que convocará nova entrevista coletiva – desta vez com os profissionais da área da Saúde da prefeitura – para detalhar a resposta a esta questão.
Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *