Digite para procurar

Comércio de Passos estaria recebendo notas falsas

Cidades Destaque

Comércio de Passos estaria recebendo notas falsas

Compartilhar

De acordo com a Acip, cédulas falsificadas seriam de R$ 100 e R$ 200, com números de série terminados em 58 e 59

Da Redação  – Foto: Divulgação/Acip

A Associação Comercial e Industrial de Passos (ACIP) emitiu um comunicado alertando que cédulas falsificadas de R$ 100 e R$ 200 estariam circulando em grande quantidade no município região. As notas de R$ 100 teriam números de série terminados em 58 e 59. Presidente da associação, Renato Mohallem (foto acima) concedeu entrevista reforçando a necessidade de que os comerciantes fiquem atentos e tomem as medidas corretas para evitar prejuízos. Em caso de receber alguma nota suspeita, a orientação é avisar a polícia imediatamente.

Continua depois da publicidade

Conheça o Centro Médico Integrado em Oncologia e Cirurgia

O que diz a polícia
Segundo o tenente Bruno Dias Rodrigues, do 12º BPM de Passos, nos últimos três dias nenhum comerciante procurou a PM para registrar o boletim de ocorrência, o que dificulta a identificação dos autores do crime. “Os comerciantes têm de ficar bem atentos. Principalmente ao receberem notas de valores mais altos, façam sempre a checagem. Existem algumas formas de se tentar identificar cédulas falsas, como a marca d’água e outros detalhes. Mas no caso específico, os comentários dão conta que os números de série das referidas notas de R$ 100 seriam terminados em 58 e 59. Então redobrem a atenção”, avisou.

Boletim de ocorrência
Ainda conforme o tenente, é fundamental que o comerciante registre a ocorrência assim que identificar uma cédula falsa, pois só assim a PM pode identificar e prender quem está repassando estas notas. “Se identificar logo de cara, é interessante acionar a PM na hora para que os militares possam flagrar a pessoa que está passando a cédula. Se não for possível manter a pessoa no estabelecimento, tente anotar todas as características possíveis do autor, utilizar e disponibilizar para a PM as imagens das câmeras de segurança. Isso ajudará na identificação. Mas não deixem de registrar a ocorrência.”, completou.

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *