Digite para procurar

Após leucemia e Covid, atleta de Passos sobe ao pódio nacional do motocross

Eventos Saúde

Após leucemia e Covid, atleta de Passos sobe ao pódio nacional do motocross

Compartilhar

Depois de nove meses de tratamento, o empresário Evaristo Lemos realizou o sonho de levar o nome da cidade ao campeonato MX5

Texto: Lívia Ferreira – Imagens e vídeo: Acervo pessoal

Agosto de 2020. Uma íngua no pescoço que não desinchava nem com medicação. Um furúnculo na perna que não cicatrizava. Uma bateria de exames, uma semana internado e, enfim, o diagnóstico: leucemia.
O empresário de Passos Evaristo José Lemos Filho, 50 anos, mal teve tempo de digerir o que ele chama de “baque”. Poucos dias após a primeira internação, voltou a ser internado, desta vez no Hospital Regional de Câncer de Passos (HRC), onde permaneceu por 38 dias. Nos nove meses de tratamento que se seguiram ao diagnóstico, passou mais tempo no hospital que em casa, com a família.

Continua depois da publicidade

Conheça o Centro Médico Integrado em Oncologia e Cirurgia

Jogo limpo
De comum acordo com Wanessa, a esposa, Evaristo optou por não esconder nada dos filhos. Vinícius, de 12 anos, e Letícia, de 8, acompanharam toda a trajetória do pai, desde o diagnóstico. “Fiquei muito assustado. Quando gente recebe o resultado, só pensa no pior. Mas quis jogar limpo com meus filhos”, recorda.

Com a esposa Wanessa e os filhos Vinícius (12) e Letícia (8)

Quimioterapia

Náuseas, perda de peso e de apetite, dores no corpo, febre, sinusite, queda de cabelo, noites em claro. Evaristo experimentou toda a enciclopédia de efeitos colaterais imposta aos pacientes que passam pela quimioterapia. Quando o fardo já parecia pesado demais, ele contraiu Covid. Eram duas preocupações ao mesmo tempo.

Evaristo não perdeu o bom humor nem durante a quimioterapia


Devoto de Nossa Senhora e Santa Rita de Cássia, ele credita à fé a superação das provações. No HRC, passou a interagir e dar apoio a pacientes em condições semelhantes à sua. “A gente vê tanta gente passando dificuldade que para de pensar só em si próprio.”

Em ação no motocross

Esportista
O tipo de leucemia que acometeu o empresário não lhe impôs a necessidade de um transplante de medula. A recuperação surpreendeu até os médicos. “A médica acha que o meu histórico de esportista ajudou muito”, conta.
Adepto do karatê na juventude – aliás, ele continua jovem! – Evaristo também se encantou pelo bicicross e não demorou muito a migrar para o motocross, que começou a praticar em 2001. Foi campeão mineiro na categoria MX3 de motocross em 2006 e 2007.

Durante o tratamento, sem perder o foco: voltar a competir

MX5
Sua meta durante o tratamento contra a leucemia estava além de sobreviver: era levar o nome de Passos ao pódio do MX5, campeonato nacional de motocross para pilotos a partir dos 50 anos. Tão logo os exames mostraram que não havia resquícios do câncer em seu corpo e a equipe médica deu o sinal verde, Evaristo montou uma rotina de alimentação balanceada, caminhadas, musculação e ciclismo. Afinal, fazer manobras radicais em uma moto é para os fortes.

Próxima meta
Há pouco mais de 2 meses ele voltou a competir e dia 28/08 tornou-se vice-campeão do MX5 na prova realizada em Faxinal (PR). Deixou o concorrente Jorge Negretti, a lenda do motocross brasileiro, comendo poeira. O próximo desafio é disputar a prova em Fagundes Varela (RS), no início de outubro.

 

Recebendo o troféu de vice-campeão no pódio, com a camiseta do HRC

HRC
Evaristo fez questão de subir ao pódio com a camiseta do HRC. “O atendimento naquele hospital é impressionante. Desde a moça da faxina até os médicos. Tudo é muito humanizado. Este lado humano do HRC e da Santa Casa me ajudou demais”, reconhece, com gratidão.

Colocação
Antes de se tornar vice-campeão, a melhor colocação de Evaristo em uma prova do campeonato brasileiro na categoria MX5 tinha sido em sétimo lugar. “Desta vez a luta não era pelo pódio. Era pra voltar a competir”, diz.

Mensagem
Aos que estão com câncer, Evaristo deixa uma mensagem: “muita calma. O pior é o diagnóstico. Informe-se. E não importa a sua religião. Ore muito.”

Para ver a mensagem do Evaristo enquanto se tratava da leucemia, clique aqui

 

 

 

 

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *