Digite para procurar

Psicóloga de Passos vai fazer atendimento gratuito de adolescentes

Saúde

Psicóloga de Passos vai fazer atendimento gratuito de adolescentes

Compartilhar

Amanda Rodrigues está montando um grupo terapêutico para meninas de 11 a 15 anos. Saiba como participar

Texto: Lívia Ferreira – Foto: Divulgação

Uma mãe deprimida pede ajuda a uma filha que também está com depressão. Ambas estão em uma família disfuncional. Este foi o gatilho que levou a psicóloga de Passos Amanda Rodrigues Santos a por em prática algo que já vinha planejando: um grupo terapêutico social para acolher meninas de 11 a 15 anos. “Sempre tive vontade de desenvolver um trabalho social em grupo. Ouvir um pedido de ajuda desta mãe foi determinante”, explica Amanda, que é especializada em crenças limitantes.

Continua depois da publicidade

Conheça o Centro Médico Integrado em Oncologia e Cirurgia

Como será
Os encontros serão semanais, com duração entre uma hora e uma hora e meia. A ideia de Amanda é mediar as interações das garotas, em uma espécie de terapia de grupo, permitindo a troca de experiências e o acolhimento mútuo. “A adolescência é uma fase delicada, em que é preciso trabalhar a base emocional”, explica a psicóloga, lembrando que uma das alternativas é preparar as garotas emocionalmente e evitar que elas sofram de uma paralisante autocomiseração – ou pena de si próprias. “Muitas meninas vêm de famílias desestruturadas. Então não há como cobrar de uma pessoa o que ela não pode dar, o que não recebeu. O primeiro passo é entender o contexto em que elas estão inseridas e trabalhar para que elas saiam da condição de vítimas”, explica.

Como participar
As leituras de livros com reflexões e convites para a participação de outros profissionais também estão no planejamento da psicóloga. O trabalho é todo gratuito. Quem tiver interesse em participar deve enviar mensagem no direct do perfil de Amanda no Instagram (@amandarspsicologia)

Incidência
A psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva relata que estudos estimam a incidência de sintomas depressivos na população escolar de 13% em crianças até 20% em adolescentes (saiba as causas e como identificar).
Já o psiquiatra Neury Botega destaca que uma pesquisa americana feita entre 2005 e 2017 com 611 mil participantes aponta que adolescentes e adultos jovens aparecem como os que mais tiveram depressão (veja mais).

Quer ficar por dentro das boas notícias? Siga Verboaria no Facebook e @verboariaoficial no Instagram e ative as notificações.

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *