Digite para procurar

Passos deve ganhar associação de apoio a mulheres com câncer de mama

Destaque Saúde

Passos deve ganhar associação de apoio a mulheres com câncer de mama

Compartilhar

Além de oficinas de arte e beleza e atendimentos médico e psicológico, projeto é criar uma fonte de renda para pacientes que ficam impossibilitadas de trabalhar e não têm acesso ao auxílio-doença

Da Redação – Imagens: Divulgação

Passos deve ganhar uma associação de apoio a mulheres que lutam contra o câncer de mama. No fim da semana passada um grupo de representantes que venceram a doença foi recebido na prefeitura municipal pelo prefeito de Passos, Diego Oliveira, a primeira-dama Taiane Lemos e a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda (Sedest) Carla Pimentel.

Continua depois da publicidade

Conheça o Centro Médico Integrado em Oncologia e Cirurgia

Sem auxílio nem renda
Taiane disse que a criação desta associação é um sonho antigo. “Buscamos criar um espaço mais amplo para o suporte e acolhimento para essas mulheres durante todos os dias da semana, com a realização de atividades como oficinas de arte, beleza e cuidado. Com isso, podemos oferecer um ambiente para que elas possam estar juntas, desenvolvendo um trabalho tanto voluntário, quanto para conseguir renda”, explicou, lembrando que muitas dessas mulheres não recebem auxílio-doença do INSS nem conseguem voltar ao trabalho e, por isso, precisam de um ganho financeiro.
A associação, segundo a primeira-dama, vai oferecer esse apoio tanto para as mulheres de Passos quanto a pacientes que vivem na região e vêm se tratando no município.

OAB
Na próxima sexta-feira (25), o grupo irá até a sede da OAB em Passos para receber apoio jurídico na estruturação da associação. “Vamos entrar em contato com a OAB para estruturar a associação com o registro do estatuto e a documentação necessária. Terminando esse processo, podemos buscar parcerias para disponibilizar profissionais de saúde, como médicas e psicólogas, para prestar atendimento para as mulheres que lutam contra o câncer na nossa cidade”, afirmou Diego.

Viva Mulher
A secretária da Sedest destacou a importância de ações e programas que incentivem cuidado e acolhimento das pacientes, além de promover ações de prevenção contra a doença. “Queremos também revitalizar as salas e reorganizar o programa Viva Mulher na nossa cidade, um local onde exames de ultrassom de mama, ressonâncias e mamografias possam ser feitos. Vamos trabalhar em conjunto, principalmente com a Secretaria de Saúde, para fortalecer o cuidado com a saúde e o acolhimento das mulheres em Passos”, afirmou Carla.

Quanto antes, melhor
Identificar o câncer de mama nas fases iniciais é imprescindível para um tratamento eficaz, o que aumenta as chances de cura e também a qualidade de vida. De acordo com o Instituto Oncoguia, 95% dos casos de câncer de mama diagnosticados no início têm possibilidade de cura.

AMEG

Representantes da Santa Casa pediram aos municípios da AMEG complemento financeiro para custeio dos plantões

Ainda no fim da semana passada, representantes da Santa Casa de Passos solicitaram aos municípios integrantes da Associação Pública dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (AMEG) complemento financeiro para custeio dos plantões de urgência e emergência ofertados pelo hospital. Segundo o superintendente geral da Santa Casa, Daniel Porto Soares, o hospital disponibiliza 22 especialidades médicas na urgência e emergência, porém recebe por apenas 14. E como a tabela do SUS está defasada, o valor dos repasses do Governo Federal e da Secretaria de Estado de Saúde corresponde a menos de 1⁄4 dos gastos efetivamente realizados com o total dos plantões.

Leitos Covid
Além disso, ainda não foi possível desmobilizar todos os leitos de COVID porque existem pacientes em tratamento. Assim, a equipe multidisciplinar para atendimento a estes pacientes continua de prontidão, mas em fevereiro o custeio foi encerrado por parte do Governo Federal e Estadual. Vice-presidente da AMEG, Paulo Sérgio Leandro de Oliveira, prefeito de São José da Barra, afirmou que este assunto já foi repassado aos demais integrantes da associação e que será colocado em pauta na próxima assembleia geral ordinária, programada para ocorrer dia 31 de março, “para que seja encontrada a forma correta, dentro da legalidade e das possibilidades de cada município, para prestar este auxílio à Santa Casa”, pontuou.

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *