Digite para procurar

Covid: os bairros de Passos com maior risco de contágio

Saúde

Covid: os bairros de Passos com maior risco de contágio

Compartilhar

Aumento de casos no município deve ocorrer entre agosto e setembro

As  principais zonas risco de contágio no município de Passos são as regiões Canjeranus, Centro, Coimbras, Exposição e Vila Rica. O diagnóstico é resultado do georreferenciamento em tempo real divulgado nesta segunda-feira (10) pela Prefeitura de Passos. A estimativa é de que o contágio do coronavírus no município aumente nos meses de agosto e setembro.

O que é 

O georreferenciamento em tempo real é uma ferramenta capaz de localizar pontos e áreas específicas de um mapa. Vem sendo utilizado em diversos países para a prevenção, monitoramento e controle do vírus.

Em virtude da eficácia desse método, a Prefeitura de Passos também adotou o uso dessa ferramenta, que tem sido fundamental para guiar os profissionais da Secretaria de Saúde nas tomadas de decisões.

Mapa de calor

De acordo com os médicos infectologistas Dra. Rosana Porto Viana Teixeira e Dr. Sérgio Silveira Júnior, o mapa de calor tem a capacidade de identificar e localizar os casos notificados, positivos, recuperados e óbitos registrados na cidade, além de evidenciar as zonas de risco que devem ser evitadas pelas pessoas. Neste locais o uso de máscaras e o cumprimento do isolamento social é ainda mais importante.
Contudo, o diretor técnico da UPA, Dr. Bruno Borges Reis, esclareceu que “diferentemente do que muitos pensam, os casos que foram diagnosticados positivos e hoje já se encontram recuperados não oferecem nenhum risco à população”.

A Enfermeira Paula F. T. Freitas Santos, referência municipal em Epidemiologia, explicou também que “os registros do Departamento de Epidemiologia são avaliados e aglomerados por regiões e, não necessariamente por bairros – isso porque a noção de bairro é algo que varia muito de uma pessoa para outra”.

Aumento de casos

Segundo o diretor de Departamento e Referência em Gestão e Estratégia de Enfrentamento do Comitê, biólogo Maxwell Messias Ribeiro, o mapa de risco de contágio está sendo atualizado diariamente desde o início de julho e essa é uma das principais ferramentas que tem possibilitado acompanhar a dispersão do vírus na cidade e, principalmente, traçar as estratégias de combate de forma distinta e compatível com a realidade epidêmica de cada região do município.

“Os dados têm mostrado que foi justamente no fim de junho e início de julho que a epidemia de fato chegou em Passos. E é de se esperar que os meses de agosto e setembro sejam marcados por um grande aumento no número de casos no município. Portanto, esse também é o momento no qual a população deve redobrar os cuidados e as medidas de prevenção da covid-19”, alertou Maxwell.

Medidas de proteção

A diretora da Vigilância Sanitária e coordenadora da Brigada de Enfrentamento, bióloga Luciana de Medeiros Castro Ladeira, advertiu: “é justamente por estarmos começando a sentir a epidemia em nível municipal nesses próximos meses que a população deve se atentar, ainda mais, ao uso de máscara, à higienização constante das mãos, ao cumprimento do isolamento social e evitando todo e qualquer tipo de aglomeração, além de estar alerta às zonas de risco”.

Evandro Bogo, secretário de saúde, salientou que “mesmo com todo o esforço dos profissionais da Saúde, o principal agente de combate à epidemia no município ainda é o próprio cidadão, que deve se esforçar no cumprimento das orientações e normas de prevenção e combate à Covid-19”.

Veja em detalhes o mapa de georreferenciamento (clique sobre a imagem para ampliá-la):

Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Passos

Tags:

Você também deve gostar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *